Amy Winehouse morreu. Enfim.

Amy Winehouse foi encontrada morta no meio da tarde em seu apartamento em Londres. Admitamos que essa já era uma notícia aguardada. O próprio pai dela, Mitch Winehouse, declarou em 2007 que já havia preparado um funeral para a filha por não acreditar na sua recuperação, principalmente pela influência do marido Blake. O marido se foi, mas as drogas se mantiveram. E por mais que a assessoria de imprensa não tenha confirmado ainda, a probabilidade de uma overdose é enorme.

Amy foi uma grandiosa cantora. Suas composições a tornaram famosas no mundo todo, “Rehab” foi uma das músicas mais tocadas no mundo em 2008, além de ser reconhecida por suas interpretações de clássicos da música negra americana, tais como “Valerie” e “Me and Mrs. Jones”.  O respeitado crítico musical Nelson Mota declarou que ela é a melhor cantora deste século e que não há ninguém que tenha um talento musical semelhante ao dela, discordando de alguns comentaristas que já declaram Adele como a sucessora da “cantora-problema”.

Amy Winehouse tinha uma voz poderosa que contradizia seu corpo fraco dos últimos tempos. A morte lhe devolve o status de cantora já que ela só vinha ocupando espaço na mídia com os seus vexames constantes. Amy não fazia shows há mais de um mês por não ter condições de cantar, tamanho seu estado de embriaguez. Pelo menos a morte lhe devolve a fama e a admiração, pois só sabemos valorizar o que perdemos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s