Quando ofender é permitido

Jô Soares laçou um livro sobre assassinato de gordas. “As Esganadas” conta a história de um serial killer do Rio de Janeiro do começo do século passado que só mata mulheres obesas. Agora pense se a obra tivesse sido escrita por uma Top Model.

Grupos de combate ao preconceito entrariam com processos judiciais, seriam encomendados perfis psicológicos sobre a autora. O livro seria um fracasso. Rafinha Bastos conta piadas pavorosas de Judeus há alguns anos, mas ele é judeu. Tá tudo certo, então. Quando a piada é com grávida (todos nós acreditamos que Rafinha Batos não ficará grávido nos próximos anos) ai a coisa é inaceitável e vale até a demissão.

O Politicamente correto permite que qualquer pessoa fale contra a classe que pertence com liberdade, mas quando alguém tem os mesmos pensamentos, mas não tem como esse álibi, a questão vira policial. Não é uma questão de permitir que todos falem o que quiserem: a questão é mediar todos pelo bom senso. Afinal não é só por eu ser gordo que eu não ofenderei os outros gordos que habitam esse mundo.

Anúncios

Uma resposta em “Quando ofender é permitido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s