Cuidador do patrimônio de todos

Publicado originalmente na edição especial de aniversário de 53 anos de Brasília do jornal Metro

Quando Carlos Alberto Costa chegou a Brasília, era quase tudo terra. Vindo do Rio de Janeiro, ele recebeu um apartamento funcional na recém-inaugurada 308 Sul. Que alívio ele sentiu quando viu a quadra pela primeira vez. Lá estava um lago artificial, projetado por Burle Marx, para aliviar a secura da terra nova. “Esse laguinho representa uma qualidade de vida para nós”, disse Costa.
Carlos assistiu o passar dos anos com pesar. O aspecto modelo da 308 Sul, quadra mais fiel ao projeto de Lúcio Costa para Brasília, ficou esquecido. O laguinho foi desativado durante alguns anos e chegou a ser coberto de terra.

“Moro aqui desde 1960, não há como não criar uma afeição pela quadra.”

Por si só, o ex-bancário adquiriu conhecimentos de jardinagem e foi fazer o trabalho necessário. Aprendeu a identificar plantas e peixes e passou a acordar mais cedo para limpar o laguinho. “É fazendo isso que me mantenho ativo e ainda ajudo a comunidade”, sustenta. “Isto que estamos pisando é patrimônio de Brasília. Todos os dias vêm até aqui dezenas de turistas, e gostaria que pudessem ver algo mais bonito.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s