Prepare a toalha xadrez, piquenique virou moda

piqueniqueNão se pode precisar exatamente quando os piqueniques surgiram, mas eles se tornaram populares na Europa do século XIX. Em Brasília, porém, os lanches ao ar livre se tornaram moda agora.

Nos dias de folga e finais de semana, os gramados dos parques ficam repletos de pessoas dividindo a mesma toalha. Famílias, amigos, casais ou mesmo desconhecidos tem feito dos lanches uma opção de lazer. Continuar lendo

Anúncios

Cuidador do patrimônio de todos

Publicado originalmente na edição especial de aniversário de 53 anos de Brasília do jornal Metro

Quando Carlos Alberto Costa chegou a Brasília, era quase tudo terra. Vindo do Rio de Janeiro, ele recebeu um apartamento funcional na recém-inaugurada 308 Sul. Que alívio ele sentiu quando viu a quadra pela primeira vez. Lá estava um lago artificial, projetado por Burle Marx, para aliviar a secura da terra nova. “Esse laguinho representa uma qualidade de vida para nós”, disse Costa. Continuar lendo

Bocha está desaparecendo no Distrito Federal

Esporte é considerado por muitos como entretenimento para idosos e não atrai jovens

A Bocha é considerada um jogo para velhos, mas no Distrito Federal até para eles está difícil seguir praticando o esporte. “É impressionante que um jogo que tenha cinco mil anos e tão poucas pessoas o conheçam”, reclama o presidente da Federação Brasiliense de Bocha, Lídio Coradin. Esporte tradicional da região Sul do país, em Brasília o jogo sobrevive com canchas, espécie de pista para a prática desportiva, em dois clubes e em Centros de Tradição Gaúcha (CTGs). Continuar lendo

Rock’n’Brasília?

Irei Protestar!” Década de 80. Insanidade total. Ombreiras e cores berrantes. Ditadura Militar falida e o fim da era de esperança dos anos setenta. O Brasil finalmente acorda para o Rock. E Brasília é coroada capital do ritmo: Capital Inicial, Legião Urbana, Plebe Rude. Continuar lendo