Vida entre flores

Nilo conhece melhor o toque da Caliandra que o da sua mulher. Passa mais tempo entre as patas-de-vaca do que com seus filhos. Nilo é um vendedor de flores. O dia dos namorados se aproxima e com ele a seca, do clima, e a seca, da boca. Além de religiosos do mundo inteiro que vêm conhecer a Catedral Metropolitana de Brasília, Nilo também está atendendo estudantes apaixonados que preferem dar pimentinhas à rosas neste dia do amor. É isso que Nilo faz, vende na rua os amores que não pode dar em casa. Continuar lendo